Chefe do COI está no Brasil para observar a abertura da Copa

Por Bernardo Itri
Radar ligado

A abertura da Copa do Mundo, no Itaquerão, será acompanhada de perto não só pela Fifa, mas também pelo Comitê Olímpico Internacional. O diretor-executivo do COI, Gilbert Felli, desembarcou no Brasil nesta quarta-feira e vai assistir ao jogo entre Brasil e Croácia, na próxima quinta-feira. Depois da abertura, Felli voltará para a Europa, mas retorna ao Rio de Janeiro em julho para acompanhar a final do Mundial, marcada para o dia 13 de julho.


Agenda cheia.
Logo ao chegar nesta quarta ao Brasil, Felli fez duas reuniões: com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e com o presidente da Autoridade Pública Olímpica, Fernando Azevedo e Silva. A Prefeitura do Rio e a APO, aliás, são os dois órgãos que o COI investe para azeitar suas engrenagens para a realização dos Jogos de 2016.

Ir e vir. A chegada da seleção brasileira ao hotel Transamérica, em São Paulo, nesta quinta, afetou diretamente parte dos hóspedes “comuns” do local. Por cerca de 30 minutos, pessoas que queriam entrar ou sair do hotel foram impedidas por questões de segurança.

Ir e vir 2. Posicionados no estacionamento do hotel, os soldados informavam aos hóspedes que eles só poderiam transitar pela área externa do local após a seleção brasileira chegar e desembarcar.

Sem crise.
Após ser goleada por 4 a 0, a seleção do Panamá não parece ter ficado abalada. No mesmo dia da derrota, terça-feira, os jogadores do time foram a uma das mais badaladas boates de Goiânia, que estava fechada apenas para convidados. Entraram no local depois da 1h da manhã.

Mascotes…
Crianças da Romênia, do Qatar, do Japão, da Bósnia e de outros 50 países desembarcam na próxima semana no Brasil. No total, são 180 jovens que vão entrar no campo com os jogadores das seleções durante a Copa do Mundo.

…a caminho.
Antes de começar o Mundial, as crianças vão se encontrar na sede do Botafogo, no Rio, para disputar partidas de futebol. Há ainda outras 1.228 jovens brasileiros que também entrarão em campo com os atletas. Todos foram selecionados por um parceiro da Fifa, o McDonald’s.

DIVIDIDA

“Não quero que a Argentina saia na primeira ou segunda fase

LUIZ FELIPE SCOLARI
técnico da seleção brasileira, ao afirmar que não escolherá o adversário do time nacional em uma eventual final de Copa