Voluntários vendem produtos que ganharam da Fifa: mochila custa R$ 1.000

Por Bernardo Itri
Balcão de negócios

Voluntários recrutados pela Fifa para trabalhar na Copa do Mundo estão vendendo na internet os produtos que ganharam da entidade. Em site de compra e venda, um voluntário de São Paulo anuncia por R$ 1.000 a mochila que recebeu. Há ainda outra oferta para vender o manual dos voluntários, elaborado pela Fifa, pelo mesmo valor: R$ 1.000. Nas páginas dos anúncios, há até fotos da mochila e do manual para facilitar a venda.

Plantão… A festa e o jogo abertura da Copa no Itaquerão registraram 158 atendimentos médicos dentro do estádio. As causas incluem mal-estar, brigas entre torcedores e até agressão entre um casal.

…médico. A constatação da organização é que alguns casos foram oriundos de alcoolismo. Nas áreas ao redor do Itaquerão, foram vendidas 36 mil latinhas de cerveja, contra 20 mil latas de refrigerante e 5 mil garrafas de água.

Contra o tempo. O fato de o próximo jogo da Copa em São Paulo ser só na quinta-feira (19) aliviou a Fifa. A entidade vai usar o tempo para ajustar falhas que foram diagnosticadas na abertura do Mundial. Entre elas, o setor elétrico e a limpeza das áreas VIPs.

Última… Uma hora antes de Espanha x Holanda, em Salvador, na sexta (13), a área da Fan Fest estava tomada por estrangeiros. Eles eram maioria dos presentes por um motivo tipicamente brasileiro.

…hora. Eis a razão: grande parte dos brasileiros chegou para a Fan Fest a poucos minutos do jogo. Para entrar, eles enfrentaram uma fila que chegou a 1 km de extensão.

Novo Mundial. A Confederação Brasileira de Basketball confirmou interesse em sediar o Mundial masculino da modalidade em 2019 ou em 2023, após a federação internacional enviar um documento para suas 213 filiadas convidando-as a se candidatarem.

Colaborou JOÃO PEDRO PITOMBO, de Salvador

DIVIDIDA

“Com feriado e metrô funcionando, o público no Itaquerão: 62.103. Em dia útil e greve no metrô, público no Morumbi: 67.040. Nosso estádio ainda é o melhor de SP
DOUGLAS SCHWARTZMANN
diretor de comunicação do São Paulo, comparando o público dos jogos do Brasil no estádio corintiano e no Morumbi