Obras de arenas da Copa renderam R$ 5 bi a empreiteiras citadas na Lava Jato

Por Bernardo Itri

Das nove empreiteiras que são alvo da Operação Lava Jato, quatro delas obtiveram contratos para construir ou reformar estádios para a Copa do Mundo. Odebrecht, OAS, Galvão Engenharia e Mendes Junior foram responsáveis pelas obras de sete arenas do Mundial-2014: São Paulo, Rio, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal e Cuiabá. As construções dos estádios renderam a essas empreiteiras R$ 5 bilhões em contratos.

Tijolo… A Odebrecht foi a empreiteira que mais estádios fez –quatro–, em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife. A OAS também participou, por meio de consórcio, das obras do Maracanã e da Fonte Nova, em Salvador. E construiu sozinha a Arena das Dunas, em Natal.

…por tijolo. A Galvão Engenharia integrou o consórcio que reformou o Castelão, em Fortaleza. E a Mendes Junior construiu a Arena Pantanal, considerada um dos elefantes brancos, pelo preço de R$ 570 milhões.

X

Prazo. Em uma complicada negociação para renovar com Guerrero, a diretoria do Corinthians quer fechar o novo contrato com o peruano antes do fim do Campeonato Brasileiro. A intenção dos cartolas alvinegros é entrar em um acordo financeiro na próxima semana.

Davi… O Cruzeiro pode se sagrar campeão neste domingo sobre o Goiás (12º), clube com uma das menores folhas salariais do Campeonato Brasileiro. O time do Centro-oeste gasta apenas R$ 1,1 milhão para pagar todos os seus jogadores, enquanto o Cruzeiro desembolsa mensalmente cerca de R$ 7 milhões com seus atletas.

…e Golias. Com a folha salarial do Goiás, não seria possível pagar Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart, Julio Baptista e Dagoberto juntos.

Líder… O goleiro Jéfferson, capitão do Botafogo, foi contra a decisão do clube de dispensar Emerson, Julio César, Edilson e Bolívar. Ele aponta que, com esses quatro jogadores, seria mais fácil evitar o rebaixamento. O descenso pode ser sacramentado neste domingo, ao fim da rodada do Brasileiro.

…contrariado. “Nem fui consultado sobre a decisão”, afirmou Jéfferson, sobre as saídas dos jogadores, em entrevista ao Esporte Espetacular, da TV Globo, que vai ao ar neste domingo (23). “Perdi minha garra de leão e o brilho nos olhos para cobrar da diretoria alguma posição. Cansei de promessas não cumpridas”, completou.

Unanimidade. Além do São Paulo, Rogério Ceni também ficou irritado com o anúncio da Penalty sobre sua despedida do futebol. O evento, de acordo com interlocutores do goleiro, estava marcado apenas para o lançamento de sua nova camisa, que seria utilizada na despedida. Mas não seria o momento para anunciar o término de sua carreira, como dizia o comunicado.

Incentivo. O Comitê Paralímpico Brasileiro fechou contrato de patrocínio com a Coca-Cola para as Paralimpíadas Escolares. O torneio acontece em São Paulo, entre 25 a 27 de novembro, e reunirá cerca de 600 atletas.

DIVIDIDA

“Nesse momento, dependemos só de nós, ou seja, estamos em maus lençóis. Os outros têm de ajudar, senão caímos

PIRACI OLIVEIRA

ex-diretor jurídico do Palmeiras, sobre a situação do clube no Brasileiro