Briga entre Palmeiras e São Paulo favorece agentes em negociações

Por Bernardo Itri

Em rota de colisão há quase um ano por causa de negociações atravessadas, as diretorias de São Paulo e Palmeiras suspeitam que em duas recentes transações, de Thiago Mendes e Gabriel Jesus, esse histórico de briga foi usado justamente para que os atletas conseguissem negócios mais vantajosos. A desconfiança é que agentes procuram o clube rival deliberadamente por conhecer a rivalidade entre as diretorias.

Quem leva. Recentemente, o São Paulo precisou aumentar a oferta para Thiago Mendes, do Goiás, porque o Palmeiras entrou na negociação. O time do Morumbi também tentou levar a revelação palmeirense Gabriel Jesus, que renovou o contrato com salário que pode chegar a R$ 60 mil no último ano de contrato, em 2019.

Histórico. O São Paulo tirou o atacante Alan Kardec, em maio de 2014, e agora terá o volante Wesley depois de fevereiro de 2015. O revide palmeirense é permanecer pagando o salário de Wesley e não liberá-lo antes do fim do contrato, o que impedirá o jogador de disputar a fase de grupos da Libertadores, que começa em fevereiro.

Estádio… O Palmeiras também trabalha para tentar tirar o Morumbi como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. O São Paulo argumenta que seu estádio estava no caderno de encargos inicial da competição, por isso é a sede natural. Já a Fifa pretende indicar o Itaquerão, do Corinthians, estádio que recebeu seis jogos da Copa do Mundo  de 2014.

…olímpico O Allianz Parque, porém, entra como uma terceira opção que está bem cotada entre membros do Comitê Olímpico Internacional principalmente por sua localização, mais centralizada e com mais opções de transporte público do que Morumbi ou Itaquerão.

Não precisa. Mesmo com Leandro Damião negociado por empréstimo ao Cruzeiro, contratar um centroavante não é prioridade para o Santos neste momento. O clube tem na lista até goleiro, apesar de ter Aranha.=

Posse. A Federação Paulista de Futebol marcou para 9 de janeiro a posse de Marco Polo Del Nero para mais um mandato na entidade. Ele deveria comandar a FPF até o fim de 2018, mas em abril terá que se licenciar para assumir outro cargo, o de presidente da CBF.

O segundo. Quem ficará no comando da FPF será o vice Reinaldo Carneiro Bastos.

Imóvel. Na mesma reunião extraordinária que dará posse a Del Nero, os clubes filiados da entidade terão uma decisão diferente a tomar: se aprovam a alienação de quatro apartamentos que a federação possui em um flat na região do Brooklyn, na zona sul da capital.

Sem improviso. No novo regulamento geral das competições da FPF, a entidade colocou que a partir de janeiro de 2016 estarão vetadas as arquibancadas provisórias em seus torneios. Clubes do interior utilizam com frequência esses assentos para atingir o limite mínimo de espectadores que a federação exige.

Doação. A Fifa enviou  comunicado para as 209 associações filiadas pedindo que cada uma envie à entidade uma camisa oficial de sua seleção para que seja exposta no museu que será aberto em janeiro de 2016, em sua sede em Zurique.

Arco-íris. A entidade pretende fazer um painel, que chamará de arco-íris, com as camisas. O pedido é que a associação envie a camiseta principal, no caso da seleção brasileira a amarela. E que cada vez que haja mudança de modelo, que uma nova seja enviada à Fifa.

DIVIDIDA

“Agora é a hora de o PC do B mostrar que é do esporte e incentivá-lo no Ministério da Ciência e Tecnologia”

PEDRO TRENGROUSE

Professor da FGV e ex-consultor da ONU para a Copa