Para descolar de desafeto, Palmeiras quer compensar Santos por Arouca

Por Bernardo Itri

Caso o negócio seja fechado, o que é bastante provável, o Palmeiras pretende conversar com o Santos para compensar o clube da Baixada por Arouca, mesmo se o jogador conseguir a rescisão por meio judicial. A ideia é oferecer atletas encostados no elenco, mas não se descarta dar compensação financeira. A aliados, o presidente Paulo Nobre disse que quer evitar comparações com o São Paulo, com o qual está rachado.

Chapéu. Nobre não perdoa o presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar por ter levado o atacante Alan Kardec e assinado pré-contrato com Wesley. A decisão palmeirense de recompensar o Santos surgiu antes da nota oficial do clube repudiando o aliciamento de seus atletas que não receberam salários.

Encostado. Entre as opções para o Santos estaria o lateral-direito Ayrton.

Torcida presente. Parte do dinheiro usado pelo Palmeiras nas contratações foi arrecadado com o programa de sócio-torcedor. Com 70 mil associados, a previsão de arrecadação em 2015 é de R$ 25 milhões.

Campanha ruim. O presidente santista Modesto Roma se decepcionou com a atuação do Santos na Copa São Paulo de Futebol Júnior, eliminado na primeira fase, e também com a presença de empresários próximos ao vestiário santista em Lins, cidade que recebeu o time durante a competição.

Candidato. A campanha ruim diminuiu a admiração do cartola com o técnico da base Pepinho Macia, que era candidato a assumir no futuro o posto de técnico da equipe principal santista.

Conhecendo. Nesta sexta (16) o novo ministro do Esporte, George Hilton, se encontrará com o general Fernando Azevedo e Silva, presidente da APO (Autoridade Pública Olímpica). Azevedo e Silva vai apresentar um panorama dos Jogos Olímpicos e balanço das obras no Rio de Janeiro. A atualização da matriz de responsabilidades será divulgada até o fim do mês.

Maior parte. A Odebrecht Properties adquiriu no dia 5 de dezembro de 2014 os 5% pertencentes à IMX na Concessionária Maracanã. Com isso, a empreiteira passou a deter 95% da concessão, enquanto a AEG permanece com os 5% restantes.

Projeção. A Fifa comunicou a seus associados que planeja gastar, entre 2015 e 2018, € 100 milhões (R$ 310 milhões) com ressarcimento aos clubes de jogadores que se machucarem atuando por seleções em amistosos nas datas Fifa e em torneios oficiais organizados pela entidade.

Aumento. Entre 2012, quando o programa de proteção aos clubes começou, e 2014 a Fifa enviou aos clubes € 36 milhões (R$ 112 milhões). O aumento previsto para o próximo quadriênio acontece também porque agora clubes do futebol feminino serão indenizados em caso de suas jogadoras se machucarem por seleções.

Foi ou não gol?. Um relatório produzido pela Fifa e apresentado a membros do Comitê Executivo mostrou que a tecnologia que detecta se a bola entrou no gol foi usada em 5% dos jogos em que ela esteve presente.

Limitado. Por enquanto os aparelhos foram usados em eventos Fifa, como a Copa do Mundo e o Mundial de Clubes, e na Liga Inglesa.

Estaduais. Três estados ainda não enviaram à CBF a tabela de seus campeonatos: Roraima, Rondônia e Amapá.

Colaboraram ALEX SABINO e GUILHERME SETO, de São Paulo

DIVIDIDA

“O Campeonato Brasileiro 2015 na verdade será uma Copa Sul-Sudeste com dois times [Goiás e Sport] de intrusos

EDNALDO RODRIGUES

Presidente da federação baiana, criticando formato do torneio e divisão de cotas