Conmebol mantém premiação da Libertadores e desagrada clubes

Por Bernardo Itri

Alguns dos clubes que disputarão a Libertadores-2015 demonstraram insatisfação com os valores de premiação, que não tiveram aumento em relação à competição de 2014. A Conmebol informou as associações filiadas no dia 5 de janeiro que o campeão continuará recebendo total de US$ 5,3 milhões (R$ 14 milhões em cotação atual) e o vice terá US$ 4 milhões (R$ 10,5 milhões). Pode haver uma reclamação formal.

Unidos. Desta vez não são apenas clubes brasileiros insatisfeitos, mas também argentinos, uruguaios e chilenos que usam a Europa como exemplo. O Real Madrid, campeão da Uefa em 2014, faturou R$ 112 milhões.

Política. A preocupação da Conmebol é que a reclamação interfira na eleição para presidente de março de 2015. O paraguaio Juan Ángel Napout, atual presidente, tentará se reeleger.

Beabá. Pela primeira vez, a FPF (Federação Paulista de Futebol) vai realizar uma reunião com jogadores e membros da comissão técnica dos clubes para fazer recomendações sobre a arbitragem na disputa do Paulista.

Na agenda. Os encontros acontecerão entre quarta (21) e sexta (23) da próxima semana para os 60 times das três primeiras divisões do Estadual. Como a presença não é obrigatória, a FPF não estima quantos atletas e treinadores estarão presentes.

Apito. A pré-temporada dos árbitros para o Paulista será realizada entre 25 e 28 de janeiro, em um centro de treinamento de Itu, no interior de São Paulo. Estarão por lá 25 árbitros e 40 assistentes. A principal orientação será sobre a bola na mão, tema que causou polêmica no Brasileiro de 2014.

Na Justiça. Investidores europeus se articulam para acionar a Fifa contra a regra que proíbe que empresas tenham participação nos direitos econômicos de jogadores. As ações devem ocorrer simultaneamente nos três países mais afetados pelo regulamento no continente: Portugal, Espanha e Inglaterra.

Quem manda aqui. A Fifa cancelou encontro do grupo de estudos que discutia a questão dos investidores, que seria na próxima quinta (22), em Zurique. A avaliação de membro do grupo é que a entidade, desta maneira, mostrou que a decisão não terá mais volta.

Por enquanto. Antonio Roque Citadini, candidato da oposição para a eleição a presidente do Corinthians em 7 de fevereiro, almoçou nesta sexta (16) com o atual 1º vice do clube, Luís Paulo Rosenberg. Ficou decidido que Rosenberg, que apoia Citadini, não participará da campanha para evitar associação de continuísmo à candidatura.

Depois sim. Rosenberg, que atuou no marketing do clube e foi um dos responsáveis pela contratação de Ronaldo, em 2008, pode ter participação no mandato de Citadini caso ele bata Roberto de Andrade, da situação, e Ilmar Schiavenato, outro candidato da oposição.

Meta. Os grandes clubes receberam recentemente projeções de quanto podem faturar com seus programas de sócio-torcedor se alcançarem número de associados de pouco mais de 2% do total de sua torcida, que é o que o Inter, clube com maior número de associados atualmente, tem hoje.

Na conta. Considerando uma mensalidade média de R$ 30, o Flamengo obteria uma receita anual de R$ 257 milhões. Já o Corinthians receberia R$ 216 milhões. O São Paulo faturaria R$ 108 milhões, e o Palmeiras ficaria com R$ 84 milhões.

DIVIDIDA

“Eu não diria que é como o céu e o inferno, porque eu não acredito no inferno, mas há um céu diferente aqui

JOSEPH BLATTER

Presidente da Fifa, sobre a preparação russa para Copa, mais ágil que a brasileira