Beneficiários do Bolsa Família compram só 0,7% de ingressos com desconto na Copa do Mundo de 2014

Por Bernardo Itri

Somente 2.110 ingressos foram vendidos a beneficiários do programa Bolsa Família na Copa do Mundo de 2014. O número significa 0,7% do total de 303 mil bilhetes da categoria 4, exclusiva a residentes no Brasil e com 50% de desconto, reservados pela Lei Geral da Copa a idosos, estudantes e integrantes do programa de transferência de renda do governo federal. Estudantes compraram 208.259 ingressos e idosos 93.034

Acesso. Análise no governo federal é que a venda exclusiva pela internet dificultou o acesso de pessoas mais pobres, apesar de computadores terem sido instalados em escolas públicas.

Mobilidade. Outros 20,8 mil ingressos foram comprados por pessoas com deficiência. Destes, 5,3 mil usavam cadeiras de roda, outros 10,6 mil tinham alguma limitação de movimento e 4,9 mil usaram o setor para obesos.

Arquibancada. O número final de ingressos comercializados na Copa do Mundo foi de 3.169.434.

Fiscalização. O governo federal estuda a criação de uma agência reguladora do futebol para fiscalizar o cumprimento das contrapartidas que os clubes terão que realizar para refinanciar suas dívidas com a União.

Ideia. O tema foi levantado em reunião do governo com a CBF e as federações estaduais pelo petista Edinho Silva, que deve assumir em breve a APO (Autoridade Pública Olímpica) .

Outro lado. A CBF argumenta que somente os clubes que farão o refinanciamento poderiam ser punidos em caso de regulamentação por lei e que, por isso, é preciso que os regulamentos das competições contenham as obrigações, para que todos tenham que cumpri-las.

Prioridades. Depois de 18 reforços, o Palmeiras ainda garimpa no mercado mais um centroavante para o time.

Reformulação. Foi Marco Polo Del Nero quem decidiu pela saída de Guilherme Terra Teixeira, irmão do ex-presidente Ricardo Teixeira, da diretoria de coordenação da CBF. José Maria Marin já deu carta branca para Del Nero, que assume em abril, montar sua equipe na CBF e mais mudanças devem acontecer em breve.

Crescendo. Federação Baiana e Grêmio ganharam um aliado na luta pelo fim do sistema de pontos corridos no Brasileiro: o presidente do Vasco, Eurico Miranda.

No bolso. A diretoria da Portuguesa vai multar o zagueiro Valdomiro, que após marcar o gol da vitória de 3 a 2 sobre a Ponte Preta criticou o presidente Ilídio Lico e afirmou que está há sete meses sem receber o salário.

Anderson perdeu. O Super Bowl, a final do Futebol Americano, gerou no Brasil mais comentários na rede social Twitter do que a volta do lutador Anderson Silva ao UFC. Na noite de domingo (1), o Super Bowl concentrou 172.901 tuitadas, contra 131.394 na madrugada do mesmo dia com a luta, segundo levantamento da In Press Media Guide.

Colaborou ALEX SABINO, de São Paulo

DIVIDIDA

“Escutamos que é preciso acabar com enfermidades como aposta ilegal, mas o que importa mais do que acabar com o doping?”

CRAIG REEDIE

Chefe da Agência Mundial Antidoping cobra apoio dos governos contra o doping