Atraso em acerto com fornecedora causou caos na bilheteria do São Paulo

Por Bernardo Itri

Com público menor que o esperado na partida contra o Danubio, a diretoria do São Paulo admite que demorou a contratar a nova empresa fornecedora do serviço de acesso ao Morumbi e que isso prejudicou as vendas. A diretoria afirma que o clube só fechou com a Smartmove, atual parceira, em fevereiro, muito próximo dos jogos da Libertadores, o que gerou dificuldade na comercialização e na entrada dos torcedores no estádio.

Ouvidoria. Segundo a diretoria são-paulina, o sistema de call-center para atender dúvidas e reclamações sobre ingressos se tornou um caos nesta quarta-feira (25), antes da partida da Libertadores. Muitos torcedores reclamavam do novo serviço para compra de ingressos.

Linha direta. Em mais um aceno de paz a Muricy Ramalho após a visita no CT, o presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar trocou mensagens de celular com o treinador na terça-feira (24).

Cordial. A cúpula do São Paulo fez um jantar para a diretoria do Danubio na terça-feira (24), um dia antes do confronto pela Libertadores.

Plano adiado. Embora tenha optado por ficar no Parque São Jorge, Jadson projeta voltar a jogar no exterior no fim de sua carreira por questões financeiras. O meia, que tem contrato até o final do ano com o Corinthians, cogita voltar para a Ucrânia, onde já jogou e gostou, ou ir para o futebol árabe.

Por partes. A diretoria do Corinthians comemorou a decisão de Jadson, mas não pretende, pelo menos nas próximas semanas, propor uma renovação de contrato ao meia. A prioridade agora é um acordo com Guerrero, cujo contrato termina no meio do ano. Só depois será discutida a situação de Jadson.

Contra-ataque. A ECA (Associação Europeia de Clubes), que reúne os principais times do velho continente, fará uma reunião na próxima terça-feira (3) para discutir como irá reagir à provável decisão da Fifa de fazer a Copa-2022 nos meses de novembro e dezembro.

Tudo por dinheiro. A entidade queria receber uma indenização por se considerar prejudicada pela medida, hipótese que foi inicialmente rechaçada pela Fifa.

Reencontro. Kaká e o fisiologista Turíbio Barros, responsável pelo fortalecimento físico do meia desde as categorias de base do São Paulo, voltarão a trabalhar juntos, após a brasileira Midway Labs e o Orlando City, equipe de Kaká na MLS, terem fechado um acordo.

Know-how. Além de patrocínio e fornecimento de suplementos, a parceria prevê a implantação de um centro de análise e pesquisa fisiológica, que ficará sob o comando de Turíbio, a exemplo do que fez no São Paulo.

Toma lá, dá cá. Após a saída de Léo Moura, a comissão técnica do Flamengo cobra da diretoria a contratação de dois reforços. Quer os jogadores ainda no primeiro semestre para melhorar a qualidade do elenco.

Colaborou RAFAEL REIS, de São Paulo

DIVIDIDA

“O slogan da Conmebol é ‘traga a família para o estádio’ e ela própria proíbe as crianças de entrarem com os jogadores

LÁSARO DA CUNHA

diretor jurídico do Atlético-MG, criticando a medida adotada pela confederação