Grupo que investiu em Neymar e Ganso, DIS cogita fechar as portas

Por Bernardo Itri

O DIS, um dos principais grupos de investimento em jogadores do país, cogita fechar as portas. A dissolução vem sendo discutida a partir da decisão da Fifa de vetar a participação de empresas em direitos econômicos de atletas, medida que passa a vigorar a partir de maio. “Estamos vendo ainda se vamos comprar um clube ou até fechar”, afirma Roberto Moreno, executivo da empresa, ex-detentora dos direitos de Neymar.

Carteira recheada. Embora ainda discuta o fim de suas atividades, o grupo DIS possui percentuais de diversos jogadores do futebol brasileiro. Entre eles, D’Alessandro e Sasha (Internacional) e Paulo Henrique Ganso (São Paulo). O clube gaúcho, time para o qual torce Delcir Sonda, dono da empresa, é o foco dos investimentos.

Tentativa. Caso não feche, o DIS pensa em usar um clube para hospedar seus jogadores, mas a ideia tende a ser reprimida pela Fifa. A entidade internacional promete fazer um pente fino nos chamados times de aluguel.

Patinho… Há quase um mês tentando marcar uma reunião com o estafe de Guerrero, a diretoria do Corinthians começa a ficar irritada porque entende que o jogador está sendo oferecido ao mercado europeu.

…feio. Cartolas corintianos reclamam que Bruno Paiva, agente do atacante peruano, foi à Europa para tentar encontrar uma equipe que banque suas altas pedidas e até então não abriu sua agenda para uma reunião.

Vão-se os anéis… O Corinthians acertou a renovação de duas revelações da base, Malcom e Guilherme Arana. Os acordos preveem contratos até dezembro de 2019 para os atletas e devem ser assinados nos próximos dias.

Vitrine. Contratados para esta temporada, Arouca, Dudu, Cristado e Zé Roberto foram os jogadores do Palmeiras que mais camisas venderam desde janeiro até agora nas lojas oficiais do clube, a Academia Store.

Vitrine 2. O goleiro Fernando Prass é o quinto jogador que mais teve seu nome estampado nas camisas compradas até março. Entre os ídolos mais antigos, os uniformes mais comercializados nas lojas oficias são de Marcos, Edmundo e Evair.

X

Espião. Técnico da seleção olímpica, Alexandre Gallo viajou nesta segunda à noite para o Senegal. Foi assistir às duas semifinais da Copa Africana de Nações sub-20. Gallo quer analisar as equipes porque a seleção campeã da África enfrentará o Brasil no Mundial da Nova Zelândia, no meio do ano.

Afago. A CBF fará mais um agrado político nos próximos amistosos da seleção brasileira, na Europa. Castellar Modesto Guimarães Neto, presidente da Federação Mineira de Futebol, foi o escolhido para chefiar a delegação na viagem.

São Tomé. O Bom Senso vai enviar membros a Brasília nesta terça para ver de perto a medida provisória das dívidas fiscais dos clubes.

Colaborou SÉRGIO RANGEL, do Rio

DIVIDIDA

“Ele não tem nenhuma noção de administração do clube

JUVENAL JUVÊNCIO

ex-presidente do São Paulo, criticando seu sucessor, Carlos Miguel Aidar, por ter cogitado aumentar a carga de ingressos para corintianos no próximo confronto com o rival pela Libertadores, no dia 22 de abril; a ideia já foi abortada