Autor do projeto que libera cerveja nos estádios diz que proibição foi ‘mal-sucedida’

Por Bernardo Itri

Autor do projeto de lei que prevê a liberação de cerveja nos estádios em São Paulo, Toninho Paiva (PR) usa a Copa do Mundo de 2014 como exemplo para defender a aprovação do texto e afirma que a proibição foi uma medida “mal-sucedida”.

“É de se notar que os índices de violência em estádios não caíram com a proibição e, de outro lado, fácil é a constatação de que a venda de bebidas alcoólicas durante os jogos da Copa não incentivou a violência”, diz trecho da justificativa elaborada pelo vereador.

“Os eventos em outras Copas promovidas pela Fifa transcorreram pacificamente, ainda mesmo com o consumo de bebidas alcoólicas em todas elas”, completa.