Ex-diretor culpa gasto de R$ 120 mi em contratações por crise financeira no Corinthians

Por Bernardo Itri

Diretor financeiro do Corinthians entre 2007 e 2014, Raul Corrêa da Silva apontou o alto investimento em contratações como a causa da crise financeira do clube. Embora integrasse a diretoria que critica, o cartola lavou as mãos e indicou que o problema foi causado apenas pelo departamento de futebol. Ele afirmou em sua página no Facebook que o “aperto financeiro atual é fruto de investimento pela diretoria de futebol, de cerca de R$ 120 milhões em dois anos”.

A contratação mais cara neste período foi de Alexandre Pato, que custou 15 milhões de euros aos cofres alvinegros. Além do atacante, o clube investiu em outros atletas como Renato Augusto, Guerrero e Elias.

Corrêa, que deixou o cargo no início do ano, ainda defendeu que o parcelamento das dívidas fiscais não contribuíram para que o clube ficasse nessa situação complicada –os direitos de imagem de diversos atletas estão atrasados. O ex-diretor, inclusive, afirmou que Ralf, Renato Augusto, Elias, Sheik, Guerrero e Jadson são os atletas com direitos de imagem pendentes.

X