“Queremos estar vigilantes para que os clubes não aceitem a MP”, diz cartola do Atlético-MG

Por Bernardo Itri

Diretor jurídico do Atlético-MG, Lásaro Candido trabalha para tentar monitorar os clubes e evitar que alguém acate os termos atuais da medida provisória do futebol, refinanciando as dívidas antes que o texto seja reformado.

“Nossa estratégia, agora, é municiar o relator com informações e fazer o máximo de pressão possível entre a nossa base parlamentar para que mudanças sejam feitas. Queremos estar vigilantes para que os clubes não aceitem a MP 671”, afirma o dirigente atleticano.

A CBF decidiu que o Atlético-MG será um dos clubes que vai representar os times da Série A nas próximas reuniões em Brasília sobre a MP. Além do clube mineiro,  Grêmio e Avaí também foram escolhidos como interlocutores.

“Colocamos todas as nossas propostas na mesa e agora vão deliberar o que ouviram. Claro que depende da comissão, mas sentimos uma receptividade muito grande em ouvir nossas críticas e sugestões”, afirma o presidente do Avaí, Nilton Macedo Machado.