Fifa coloca Del Nero como vice-presidente do comitê da Copa-2018

Por Bernardo Itri

Enfraquecido na presidência da CBF, Marco Polo Del Nero recebeu uma promoção dentro da Fifa. O brasileiro foi nomeado vice-presidente do Comitê Organizador da Copa-2018, na Rússia. A indicação de Del Nero aconteceu no último Congresso da entidade máxima do futebol –em que Joseph Blatter foi reeleito–, quatro dias antes de o suíço anunciar sua renúncia. No comitê da Copa-2018, o dirigente brasileiro será subordinado apenas ao francês Michel Platini, presidente da Uefa e provável candidato a sucessor de Blatter na Fifa.

X

Sem legenda. Isolado na prisão na Suíça, sem familiares nem amigos, o ex-presidente da CBF, José Maria Marin tem dificuldade para se comunicar com seu advogado. O cartola, que não fala inglês, tenta conversar em espanhol com o suíço Georg Friedli, escolhido para defendê-lo no processo.

Último lance. Marin, aliás, deve protocolar seu pedido de Liberdade na Justiça suíça nesta segunda-feira (8), data-limite imposta pelas autoridades do país. Na ação, também tentará evitar a extradição aos Estados Unidos.

Eurocentrismo. Cartolas próximos a Blatter apontam que a saída do suíço do comando da Fifa tem grande potencial para afetar o futebol sul-americano. Citam que Platini, um dos pré-candidatos favoritos na próxima eleição, tem como foco ampliar a supremacia dos clubes de seu continente, o que prejudicaria os times brasileiros e dos países vizinhos.

Consumo próprio. Além dos US$ 10 milhões que, segundo o governo dos EUA, foram usados para pagamento de propina, a Copa-2010 teve outros US$ 10 milhões destinados a cartolas. Mas, desta vez, a verba foi usada em benefício dos dirigentes da África do Sul, país-sede do Mundial, e não a Jack Warner, ex-vice da Fifa.

Minha casa, minha vida. Relatório produzido pela Fifa aponta que US$ 10 milhões do fundo de legado para o desenvolvimento do futebol foram utilizados para a construção da sede da Associação Sul-Africana de Futebol, entidade que comanda o esporte no país.

Termômetro. O Santos move montanhas para renovar o contrato com Robinho, mas, hoje, um outro jogador está com mais ibope com os torcedores, pelo menos no que diz respeito à venda de uniformes. O zagueiro David Braz é atualmente o atleta com a camisa mais comercializada nas lojas oficias do clube do litoral.

Colaborou LEANDRO COLON, de Londres