Alto salário de Elias faz Corinthians não desistir de negociar o volante

Por Marcel Rizzo

O Corinthians economizou aproximadamente R$ 1,3 milhão por mês de salário com as saídas de Guerrero, Emerson, Fábio Santos e Petros. Mas o departamento financeiro do clube ainda espera fôlego maior nas finanças com negociação do volante Elias, que tem vencimentos na casa dos R$ 500 mil. O clube considera negociar o jogador devido ao alto custo mensal que ele gera, embora ache difícil receber uma proposta que agrade. Tite é contra o negócio.

Na camisa. O prazo do novo contrato é o que impede a assinatura da renovação entre Palmeiras e Adidas para patrocínio de material esportivo. A empresa quer pelo menos um ano a mais do que o clube pretende dar.

Telinha. A CBF deve ceder aos clubes e aceitar a realização da Copa Sul-Minas no período dos Estaduais em 2016 porque as emissoras que pretendem transmitir o evento veem com bons olhos a competição, que deve ter participação de Flamengo e Fluminense.

Guerra. Os Estaduais do Rio, Minas e das federações do Sul seriam mantidos, mas a federação de futebol do Rio tenta minar a Sul-Minas.

Para a zaga. Paulo André renovou com o Cruzeiro até o fim de 2016 após receber proposta do Bordeaux (FRA). Ele tinha gatilho que renovava automaticamente caso jogasse sete partidas na temporada por mais de 45 minutos, mas o acerto foi antecipado.

Espiões na rede. Árbitros receberam recomendações da CBF, por meio de documento da Fifa, de como se portar em redes sociais. Entre os pedidos para tomar cuidado com postagens pessoais, principalmente fotos, há uma orientação inusitada: tomar cuidado com os “amigos” que aceita, já que podem ser jornalistas.

Cabeça. O lema da CBF e da Fifa nesse assunto é: “pense antes de postar”.

MercadoDepois de pegar a procuração de Lucas Lima, do Santos, Wagner Ribeiro, que ainda tem Neymar, está atrás de Rodrigo Caio, do São Paulo, para agenciá-lo. Rodrigo rompeu com os procuradores devido ao fracasso na negociação com o Valencia. Por enquanto o jogador não aceitou a proposta.

Gelado. A concessionária do Maracanã fechou contrato de exclusividade com a Kibon, que fornecerá sorvetes por três anos nos eventos realizados no estádio.

X